A Acusação

No início de setembro, o Ministério Público da Suíça entregou ao Brasil um relatório sobre o envolvimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em um esquema de corrupção e lavagem de dinheiro desviado da Petrobras. Procuradores suíços encontraram contas em nome do deputado e de seus familiares, inclusive descrevendo gastos da esposa do peemedebista. Na CPI da Petrobras, em março, Cunha negou ter contas no exterior. O presidente da Câmara se nega a comentar as novas descobertas.

Entenda

informação sobre o doleiro em Janeiro

O doleiro Alberto Youssef, em seu depoimento de delação premiada, afirmou que Cunha recebeu propinas de contratos da Petrobras com as empresas Samsung e Mitsui, “representadas” por Julio Camargo. Youssef também disse que o deputado pressionou as empresas após uma interrupção nos repasses.

informação sobre a deputada em março

A imprensa revelou que Solange Almeida (PMDB-RJ), deputada aliada de Cunha, fez dois requerimentos em 2011 pedindo dados ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Ministério de Minas e Energia sobre contratos entre Mitsui e Petrobras. O registro eletrônico dos requerimentos indicava Cunha como autor.

informação sobre a Procuradoria Geral em julho

A Procuradoria Geral da República concluiu que o real autor dos requerimentos foi Cunha. No mesmo mês, Júlio Camargo afirmou ter sido pressionado por Cunha a pagar US$ 10 milhões em propinas relativas a dois contratos de aluguel de navios-plataforma realizados pela Petrobras, em 2006 e 2007.

informação sobre o Eduardo Cunha em agosto

Eduardo Cunha é o primeiro presidente da Câmara em exercício a ser denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF). A denúncia afirmou que ele recebeu propina de US$ 5 milhões, pagos no Brasil e no exterior por meio de consultorias não prestadas, notas fiscais frias e transferências à Assembleia de Deus.

informação sobre o operador do PMDB

Nova confirmação: Em seu depoimento ao MPF, Fernando Soares, conhecido como Baiano, “operador” do PMDB na estatal, confirmou as acusações de Camargo e Youssef. João Augusto Henriques, também “lobista” do partido, afirmou à PF ter transferido dinheiro ao exterior para um político. O MPF associou a declaração a Cunha.

O Esquema

icone com o logo da petrobrás

Cunha seria o responsável, através de Henriques, pela indicação da Diretoria Internacional da Petrobras, que é a responsável pelos contratos internacionais.

icone com o logo da Samsung

Com sua influência sobre a estatal, o parlamentar teria exigido propina das empresas Samsumg e Mitsui, que atuavam em parceria, para a celebração de um contrato de aluguel de navio-plataforma com a estatal.

icone representando dinheiro

As companhias teriam pago US$ 40 milhões para Julio Camargo, responsável pela distribuição do dinheiro entre os envolvidos.

icone representando as contas na suiça de Cunha

Fernando Soares teria indicado contas no exterior pertencentes aos participantes no esquema. Henriques teria feito o depósito no exterior.

Por que Suíça?

Menções a paraísos fiscais, entre eles a Suíça, são corriqueiras em escândalos de corrupção. Por que esse país em específico?

O Ranking

Segundo a organização Global Financial Integrity, o conjunto de economias emergentes perde cerca de US$ 1 trilhão anualmente. No período entre 2003 e 2012, o Brasil, que ocupa o sétimo lugar da lista liderada pela China, perdeu cerca de 10% do valor de seu PIB anual.

Veja os dez países que mais sofreram com evasão ilegal de divisas (valores em dólar)

Mapa mundi
Bandeira da China

Média por ano: US$ 125 bilhões
Acumulado: US$ 1,2 trilhão

Bandeira da Russia

Média por ano: US$ 97,2 bilhões
Acumulado: US$ 974 bilhões

Bandeira do México

Média por ano: US$ 51,4 bilhões
Acumulado: US$ 514,2 bilhões

Bandeira da India

Média por ano: US$ 43,9 bilhões
Acumulado: US$ 439,5 bilhões

Bandeira da Málasia

Média por ano: US$ 39,4 bilhões
Acumulado: US$ 394,8 bilhões

Bandeira Árabia Saudita

Média por ano: US$ 30,8 bilhões
Acumulado: US$ 308,6 bilhões

Bandeira do Brasil

Média por ano: US$ 21,7 bilhões
Acumulado: US$ 217,1 bilhões

Bandeira da Indónesia

Média por ano: US$ 18,7 bilhões
Acumulado: US$ 187,8 bilhões

Bandeira da Tailândia

Média por ano: US$ 17,1 bilhões
Acumulado: US$ 171,6 bilhões

Bandeira da Nígeria

Média por ano: US$ 15,7 bilhões
Acumulado: US$ 157,4 bilhões

Outros capítulos

Capítulo #1: Os comandados de Cunha

Cruzamos as votações de temas importantes – terceirizações, financiamento de campanha e maioridade penal. Descobrimos os deputados que seguiram Cunha em todas essas votações.

Capítulo #2: O preço de Cunha

Depois de cruzar três votações importantes na agenda de Eduardo Cunha (PMDB -RJ) para determinar os parlamentares mais próximos a ele, levantamos as empresas que financiaram a “bancada” do presidente da Câmara. Estabelecido o valor total das doações empresarias para a campanha dos 214 deputados, as companhias que mais doaram para esse grupo foram elencadas.